Home
casa lourenco

Fotografia por Dario Silva

O sítio é escondido e a discreta placa colocada à face da estrada passa despercebida aos olhos mais desatentos. Mas isso não impede que ali, na Travessa Professor António Macedo, em Areias S. Vicente, a Casa Lourenço seja motivo de romagem de apreciadores da boa cozinha tradicional. O arroz de pato e o bacalhau são os trunfos gastronómicos desta casa de pasto que abriu portas em 1968. Quem com isso não se satisfizer pode deliciar-se com uns sonhos confeccionados por Fátima Lourenço, de 58 anos, que herdou, na década de 80, o negócio da mãe, Emília Macedo.

Recorda-se, desses primeiros tempo em que acompanhou a mãe, da “loucura de lampreiada” e “sardinha salgada” que ali eram servidas. Mas como “não gostava do ambiente” da altura – “muita gente a beber e a jogar às cartas” – decidiu abrir uma mercearia. Até que… as mercearias “deixaram de dar”. Com a casa fechada desde 1982, aproveitou o alvará e reabriu o espaço em 1986. “Restaurámos isto, pus tijoleira, pedra, saibro, fizemos um tecto novo e toca a fazer refeições”, conta Fátima, que rebaptizou o estabelecimento como Casa Lourenço em homenagem ao pai, David Lourenço Carpinteiro, que fora camionista. E o cunho familiar continua. Desde o tempo da mercearia que Fátima conta com a ajuda do marido Vítor Serre – seria “Serra” mas “trocaram-lhe o nome no registo civil” e corrigir ficava demasiado caro. Os três filhos – Rosa Maria, Carlos e Miguel – também trabalham no estabelecimento.

Voltando ao passado, aos tempos em que se fazia “muito negócio” e em que “as pipas de vinho” ocupavam grande parte do espaço, a Casa Lourenço enchia nos intervalos dos filmes exibidos na Casa do Povo, mesmo ao lado. “Vinham no intervalo beber jeropiga”.

Agora já não há filmes e quem ali vai procura especialidades como o bacalhau à Braz, o bacalhau à casa, o cabrito ou as papas de sarrabulho. E se o bacalhau há todos dias, quarta-feira é o arroz de pato o rei da mesa. “À quarta-feira o pessoal que está cá é todo para o arroz de pato”, aponta a filha Rosa Maria. Às quintas-feiras e sábado a especialidade é feijoada.

E para a sobremesa… sonhos. “Faço-os desde pequenina. Quem me ensinou a fazê-los foi uma tia minha que não tinha filhos e nós é que éramos os filhos dela. E como ela tinha muito dinheiro e mais nada para fazer, fazia sonhos e depois dava às pessoas pobres, aos miúdos que vinham da escola e que achava que não comiam”, recorda Fátima, que mesmo quando trabalhava na mercearia sempre esteve ligada à cozinha, trabalhando ao fim-de-semana em restaurantes como o Mouros ou o Histórico. Dá ainda formação de cozinha na Kerigma.

Uma vida ocupada numa casa que trabalha todos os dias. Principalmente ao almoço com as diárias. Quem quiser à lista, basta ligar e pedir. É o que fazem vários grupos que elegem aquele local para convívios, desde aniversários a despedidas de solteiro e jantares de Natal.

Além disso, há serviço de take away. E é aí que se reflecte mais a crise que tanto se fala: “Ao domingo muita gente levantava-se tarde e vinha buscar comida, e agora já não fazem tanto isso”, observa Fátima. Mas a filha acrescenta que o retrato da crise, pelo menos ali, não é muito negro, até pelo contrário: “A crise já se fala desde 2009 e 2010 e nesses anos trabalhámos muito. Em 2010 não foi ano de crise. Quanto a este ano, a área de restauração em Janeiro e Fevereiro baixa sempre, só começa a subir a partir da Páscoa, por isso, não podemos dizer que é da crise”, completa. O segredo para o sucesso é partilhado, com um sorriso orgulhoso na cara, por Fátima: “Nós acarinhamos muito os clientes”. 

Reportagem publicada na edição 16 (série III) do Jornal de Barcelos no dia 20 de Abril de 2011.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s