Home

fullsizerenderOs recentes desenvolvimentos do “caso Mateus” geraram uma indefinição que prejudicou a preparação da época. Álvaro Magalhães ainda está, portanto, a definir a base do plantel que irá disputar a Liga 2, mas já com o pensamento no regresso à elite do futebol nacional.

Como está a correr a pré-época?

Muitíssimo bem. Os jogadores estão a reagir bem a duas semanas de trabalho de grande intensidade e não há lesões, o que é fundamental nesta fase de preparação. Agora, estamos à espera de definir o plantel que vai começar a época.

Ainda está em fase de observação de atletas?

Sim, porque havia a possibilidade de irmos para a Liga e houve um retrocesso no planeamento da temporada, por culpa de terceiros. Na minha perspectiva, não houve respeito pelo Gil Vicente. Iniciámos a época tarde e agora estamos a observar alguns jogadores para ver se encaixam na minha forma de trabalho e garantirmos, dentro de dias, uma base sólida.

Agora, a equipa já está a preparar-se para a Liga 2?

Exactamente. Só no dia 15 é que ficou decidido e a partir daí começámos a trabalhar nesse sentido.

A indefinição gerada pelo “caso Mateus” complicou o início de época?

Quando tivemos a notícia de que íamos para a Liga preparámos a equipa nesse sentido e, depois, houve um retrocesso que provocou uma certa instabilidade no planeamento da época. Começámos a trabalhar mais tarde convencidos de que íamos para a Liga.

Podendo o Gil ser reintegrado na Liga via administrativa, mantém o objetivo de subir em campo?

É uma ambição. Vou tentar construir uma equipa competitiva, equilibrada entre todos os sectores, dentro das possibilidades financeiras do clube. Sabendo que o Gil Vicente será reintegrado na próxima época, vamos tentar dignificar o clube e preparar uma equipa forte para a Liga.

Chegarão mais reforços?

Estou a tentar construir um plantel à imagem do clube e também à minha, com jogadores de grande qualidade para garantirmos uma época estável. A Liga 2 é muito competitiva e, portanto, há necessidade de termos um grupo de trabalho com qualidade, quantidade e que demonstre que quer jogar na Liga, isso é fundamental. Estamos à espera de alguns reforços que poderão vir à experiência e no final ficarão os melhores. Mesmo dos que estão cá pode haver alguns que não vão ficar.

Quais os sectores que precisam de ser mais reforçados?

Todos os sectores poderão ser reforçados, mas essencialmente poderá haver reajustamentos na defesa e no ataque.

Entrevista publicada no jornal A Bola no dia 21 de Julho de 2016.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s