Home

fullsizerender_3O Gil Vicente deve a Simy a viragem no marcador na receção ao Sporting de Braga B. O nigeriano de 23 anos apontou o terceiro bis da época, o segundo desde o início do ano. Com oito golos apontados na Liga 2, é o melhor marcador da equipa de Barcelos que está há dois meses e meio sem perder.   

O Simy marcou os dois golos da vitória frente ao Farense e voltou a bisar no domingo diante do Sporting de Braga B, está no seu melhor momento de forma.  

Sim, posso dizer que sim, tendo em conta o número de golos que fiz ultimamente, mas a minha principal preocupação é a equipa. Estamos a atravessar um bom momento e queremos prolongá-lo o máximo possível.

Esteve dois meses sem conseguir marcar, agora sente-se mais confiante?

Sim, porque os avançados vivem de golos. Podemos passar por momentos difíceis, mas o importante é manter a postura, trabalhar sempre da mesma forma, de cabeça bem levantada em prol da equipa e os golos acabam sempre por aparecer naturalmente.

Como é que um avançado lida com o facto de não estar a conseguir marcar golos?

Depende muito de cada um, há uns que se deixam ir abaixo facilmente, outros não e depois também tem a ver com o apoio da equipa. Mas isso faz parte do futebol. Quando não marcas, parece que já não sabes o que fazes e quando marcas já és um herói… O importante é manter os pés bem assentes no chão, a cabeça bem levantada e trabalhar para as coisas saírem bem.

O Gil Vicente vive uma fase muito boa e ascendeu agora aos lugares de promoção. O plantel está confiante na subida de divisão?

Não falamos disso no balneário, porque para nós o mais importante é o próximo jogo. O grupo de trabalho está completamente focado no jogo com o Sporting da Covilhã. As contas fazem-se apenas no fim do campeonato. Pensamos jogo a jogo sempre com muita ambição.

Qual é o segredo da equipa para estar há 14 jogos sem perder?

O segredo é a humildade. E no balneário há muita união, somos um grupo muito unido. Somos verdadeiramente uma equipa, estamos todos juntos, trabalhamos com muita humildade e as coisas acabam por sair bem. Agora que estamos numa boa fase queremos aproveitar o máximo possível.

Como tem sido trabalhar com Nandinho?

É um treinador muito exigente, que está a ter sua primeira experiência no futebol profissional, mas sabe bem o que quer. Tem sido uma experiência muito positiva trabalhar com ele.

A equipa está a sentir um maior apoio dos adeptos nesta fase?

Devido às exibições que temos feito e ao facto de estarmos há muitos jogos sem perder, é normal que o público apareça com força e isso para nós é muito importante porque ninguém gosta de jogar em estádios vazios.

Entrevista publicada no jornal A Bola no dia 19 de Janeiro de 2016.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s